História do Disco Rígido

 

Primeiro Disco Rígido

    O primeiro disco rígido foi construído pela IBM em 1956, e foi lançado a 16 de Setembro de 1957. Era formado por 50 discos magnéticos contendo 50 000 sectores, sendo que cada um suportava 100 caracteres alfanuméricos, totalizando uma capacidade de 5 megabytes, incrível para a época.

    Este primeiro disco rígido foi chamado de 305 RAMAC (Random Access Method of Accounting and Control) e tinha dimensões de 152,4 centímetros de comprimento, 172,72 centímetros de largura e 73,66 centímetros de altura. Em 1973 a IBM lançou o modelo 3340 Winchester, com dois pratos de 30 megabytes e tempo de acesso de 30 milissegundos. Assim criou-se o termo 30/30 Winchester (uma referência à espingarda Winchester 30/30), termo muito usado antigamente para designar HDs de qualquer espécie.

Disco Rígido 3340 Winchester

    Ainda no início da década de 1980, os discos rígidos eram muito caros e modelos de 10 megabytes custavam quase 2 mil dólares americanos (cerca de 1.574,44 euros), enquanto em 2009 compramos modelos de 1 Terabyte por pouco mais de 100 euros. Ainda no começo dos anos 80, a mesma IBM fez uso de uma versão pack de discos de 80 megabytes, usado nos sistemas IBM Virtual Machine. Os discos rígidos foram criados originalmente para serem usados em computadores em geral. Mas no século XXI as aplicações para esse tipo de disco foram expandidas e agora são usados em câmaras de filmar, Ipod, mp3 player, PDAs, jogos de vídeo, e telemóveis. Por exemplo em consolas de jogos, temos a Xbox360 e a Playstation 3, lançados em 2005 e 2006 respectivamente, com esse diferencial, com disco rígido convencional embutido. Já para telemóveis os primeiros a terem essa tecnologia foram os da Nokia e da Samsung.

    E actualmente o disco rígido não é só interno, existem também os externos, que possibilitam o transporte de grandes quantidades de dados entre computadores sem a necessidade de rede.